Eu vejo sonhos...

Vejo roupas penduradas em cabides de cores diversas e a bagunça do meu guarda-roupa de portas abertas.
Vejo a caixinha amarela com vermelho que guarda certas coisas indiscretas e a sacola de papel da loja de sunglasses, tudo meio fosco pela textura do vidro da porta do meio.
Vejo a teve desligada e do outro lado os 4 Beatles olhando pra mim em preto e branco na cabeceira da minha cama.
Vejo a colcha velha que cobre a cama, cor-de-rosa que nada combina com a parede lilás e a fronhas brancas com bolinhas coloridas.
Mas o que eu vejo além desse quarto?
Vejo Paris fria transbordando de histórias de amor, mesmo que seja verão e a maioria dos prédios sejam cinza.
Vejo pela janela do avião luzezinhas que formam enormes e distintas cidades, mesmo que na minha cabeça eu imagine em todas elas apenas a que estou prestes a chegar.
Vejo as ondas gigantes e perfeitas do Havaí e me fascina ver os surfistas desafia-las, mesmo eu tendo tanto medo daquele mar.
Vejo o sorriso do menino africano ao ganhar uma bola e um pedaço de pão, mesmo sem nem imaginar se amanhã terá comida novamente.
Vejo o olhar do meu filho e toda a confiança que ele deposita em mim e isso me faz a pessoa mais feliz e importante do mundo, mesmo sem ter certeza se quero ter filhos.
Aqui sentada num canto do meu quarto ouvindo Raul Seixa e por um milagre dessa vez não Fagner, vejo meu futuro com tanta clareza, mesmo sem saber se acordarei amanhã para um novo dia em que continuarei a sonhar, mesmo sem tentar nem sequer uma vez realizar o que já vejo com tanta clareza!

0 ...:

Postar um comentário

 
Copyright 2009 "Se é loucura, então melhor nem ter razão..." All rights reserved.
Free Blogger Templates by DeluxeTemplates.net
Wordpress Theme by EZwpthemes
Blogger Templates