Nota de esclarecimento

Eu me calei como nunca havia feito, nem eu mesma entendi. Mas agora que passou mais tempo, agora que não me assusto mais ao chegar em casa e não te ver, que não me irrita mais não ter nenhuma ligação sua durante o dia, agora, começo a entender. O que eu poderia dizer? O meu silêncio, tão incomum, nada mais foi do que uma resposta a sua atitude.
Não vou dizer que não havia problemas, mas hoje vejo nitidamente, em você, a falta de vontade de tentar resolve-los. Pular enquanto o barco esta mais perto da costa é bem mais fácil, eu sei, você sabe que eu sei. Pode não ter sido de propósito, mas foi sim, mais fácil pra você pensar: “Ela já fez tantas vezes...”. Tudo bem... Não fiquei nada bem, mas eu sempre sobrevivo.
A hora em que você me deixou foi a pior possível, mas quem poderia saber? Fiquei como em nenhum outro momento completamente só. Cheia de problemas que eu não sabia lidar. Agora estou melhor caso queira saber, não que os problemas tenham ido embora ou você tenha voltado, é que estou acostumando com a presença deles e com seu eterno silêncio.
O vazio que você deixou está aqui e ainda choro certas vezes à noite, quando ninguém está vendo, mas se me perguntar se me arrependo dos planos e renuncias, se quero voltar ou se ainda te amo, direi que NÃO! Mesmo que qualquer uma seja mentira. É que hoje construí um muro na frente do buraco que existe no lugar onde te arranquei no meu coração, após ter chorado todas as lágrimas que haviam em mim, matei a palavra saudade e resolvi deixar as nossas lembranças lá atrás onde um dia elas foram puras, felizes e sem ressentimentos.
Você deve pensar que eu não sofri, que não senti... bobagem! Eu nunca senti tanto como dessa vez. Um grande amor como o nosso deixa grandes feridas ao passar. O meu jeito de superar é diferente do seu, não é nada recluso, é tentar não lembrar, sair, beber. Você acha um absurdo, mas que diferença faz se tudo o que sou, pra você é um absurdo.
Enfim, essa é da maneira mais formal e discreta, diante do que sinto, uma nota de esclarecimento E provavelmente as ultimas palavras escritas de mim pra você. E fim...

2 ...:

Corrinha Rodrigues disse...

Já esclareci isso algumas vezes. Mas como já disse Tati Bernardi: "E você me olha com essa carinha banal de "me espera só mais um pouquinho". Querendo me congelar enquanto você confere pela centésima vez se não tem mesmo nenhuma mulher melhor do que eu. E sempre volta."

O pior, isso sempre mexe com a gente. :p

Mayara Mader disse...

O pior é que eu sempre fiz essa cara de banal... e procurava sempre... e sempre voltava!
só que tem um dia que mudo..tudo muda!

Postar um comentário

 
Copyright 2009 "Se é loucura, então melhor nem ter razão..." All rights reserved.
Free Blogger Templates by DeluxeTemplates.net
Wordpress Theme by EZwpthemes
Blogger Templates