Tenho medo

O que sinto por ti? Digo ser amor! Será cedo? E se for o que sinto, será possível? Se em um mês tomou minh’alma, sentiu meu corpo e invadiu meu mundo, se em tão pouco conquistou tanto que não seja em vão.
Eu que te queria tão pouco hoje pareço e me sinto tão sua. Que sinceridade é essa que teu olhar me mostra e tu boca não diz? E o que ela diz não me convence! Eu que quis me manter lúcida, tomei um porre de você.
Tratas-me como a cura do incurável, mas eu só sei complicar... Incurável tem cura? Você não desistiu de mim ou desistiu de sofrer e de tentar concertar o que sempre foi errado.Mas sempre é tanto tempo! Quer dizer então que um dia foi certo e é isso que me irrita, me tira a paz de estar contigo. 
E se tudo pudesse voltar, o que você mudaria? Eu não quero estar no meio, não quero pela metade. Não decifro pensamentos ou sentimentos, mas sei imaginar e isso me mata, maltrata meu coração. Enlouqueço você com tudo isso, quem me dera o fizesse de desejo. Quis você perto e me mantive longe quando fui ríspida, quando brinquei de te querer. 
Você pensou que eu fui injusta, mas que justo é você que me fez te querer? E agora que te quero não sei o que de mim espero e meu maior medo é de te ter.

0 ...:

Postar um comentário

 
Copyright 2009 "Se é loucura, então melhor nem ter razão..." All rights reserved.
Free Blogger Templates by DeluxeTemplates.net
Wordpress Theme by EZwpthemes
Blogger Templates