Essa tal de liberdade!


Estar mais perto de Deus!
Pensamento devagando..E o coração gritando:
COMO EU SOU FELIZ!

Caminhos tortos


Não me sinto mais confusa em relação a meus sentimentos. Apenas essa vontade de ir. Não faço mais tanta questão de ser ouvida, nem me exalta mais ser muito importante na vida de alguém. Ainda querendo seguir. Não espero, nem prometo! Inerte a vida alheia. Querendo interagir apenas comigo mesma, nem do meu espelho quero companhia, me bastam meus pensamentos na cabeça e no papel. Continuo a andar...
Esse amor que sinto é o mais diferente que já tive. Ele não pula, não briga, apenas existe e persiste mesmo que nunca chegue a qualquer lugar. Essa semana senti mais a sua falta que em outros tempos. Ontem pensei em ter ciúmes, mas nem cheguei a passar a meus olhos esse sentimento, apenas sumiu! Sei que não seria justa tal cobrança que também não quero a mim. Continuo a procurar.
Você é um lobisomem solitário na busca de resolver seus próprios conflitos, entre ser homem e ser lobo! Entre a razão e o instinto. Caminhos tortos. Eu uma tupi nômade, atraída pelos ventos do norte que já chega pensando em partir, entre um mundo profundo e supérfluo, mesmo sem saber aonde ir.
E assim seguimos. E tem vezes que a gente se encontra e outras em que a gente se perde.
Mas não posso parar..

O que é que a gente ta fazendo amiga?


E eu? E a minha vida? Será que a minha vida se resume a falar de Ex atuais ou futuros homens da minha vida? Que coisa mais deprimente! Não tenho sentido vontade de fugir, talvez seja um bom sinal ou talvez mais um pedaço de mim tenha morrido. Sinto-me mais inerte à vida do que em qualquer outro momento dessa minha, vazia, com excesso de ausência de sentimentos. Sem dor, sem angustia.. Sem amor e sem entusiasmo. E se isso for viver, se ele esteve sempre certo e a loucura de viver intensamente não traz a felicidade? Se a calma e a continuidade, a evolução vagarosa de bens e conhecimento é que nos torna feliz?
Cada vez mais me sinto em um lugar imperfeito pra mim ou eu imperfeita de mais para esse lugar e para a forma como a maioria das pessoas vivem. Eu E.T.! Então para não levantar suspeita tenho que me adequar, tenho que oprimir o que teimo em sentir.
Tenho que usar preto ou branco, falar baixo, deixar o cabelo crescer, não olhar nos olhos. Essas coisas que a maioria das pessoas fazem pra não se destacar, sigo a moda. "I miss myselfe" eu não sei se é assim essa expressão, as me mostra o que eu sinto agora. Sinto falta, mas corro cada vez pra mais longe de mim!
Mayara Mader

29.10.2009 alias..já é 30.10 00:24h
Good nigth! Começo logo dizendo que detesto gente que quer ser o gostoso! Abuso desse povo.
Ps: Tô pagando por tudo que já falei e já fiz de ruim nessa vida. Preguei chiclete na cruz, certeza! Eu me vi nesse teu texto, correndo para longe de si. Percebo que tá simplesmente tudo errado, mesmo estando aparentemente tudo certo! O ruim não são os problemas, mas sim a ausência de soluções!
Joelma Araujo

Djavú


Como se todos os relacionamentos fossem um Dejavú...
Como se minha busca tenha sido vã. Isso e tão frustrante. Como se de nada adiantasse, 
os mesmos erros serão cometidos sempre!

Sempre falta!



‘Mas não sou mais tão criança a ponto de saber tudo’
Renato Russo


dois mundos!


Estou em casa mais uma vez sozinha como em tantas outras noites, mas isso não me incomoda! O que me incomoda de verdade é a falta de perspectiva! A ausência de esperança do amanhã diferente...
Queria achar que tudo vai ser melhor ou até pior, mas só consigo ver a mesmice! A mesma calmaria e falsos momentos eufóricos. A mesma vontade de fugir e continuo presa ao chão do meu quarto!
Pelo menos estou aqui escrevendo, coisa que a muito não fazia. Isso me deixa feliz! Como se escrever fosse o único meio de liberdade que consigo me doar por completo.
Eu sou dois. Pertenço a dois mundos e ambos são meus de verdade. Em um eu sou um ser criei para o mundo e em outro um mundo que eu criei para mim.
Pode parece difícil de entender, mas essa sou eu. E a vida que levo! Aos trancos e barrancos, por amores e pelas paixões! As verdades e a as fantasias do meu mundo real estão por aí. E eu estou por aqui e espero mexer um pouquinho no seu mundo...
E continua...
Data: 27.10.2009

Existe sempre alguma coisa ausênte que me angustia..


Não que eu seja triste..não!
Apenas não me sinto feliz a tempos.

Carta a Karine

Fortaleza 23 de dezembro de 2009

Ka,

Não to me sentindo muito bem esses dias. Se eu sumir do mapa não fica preocupada, só estarei realizando o meu sonho de fugir, de poder ser o que eu realmente sou. O que nem sei ainda definir, mas tenho mais fé a cada dia que estou bem próxima de descobrir!
Estou tentando fazer o melhor e entender quando as outras pessoas não conseguem. Mas ainda me falta algo! E não são amigos, pois sei que tenho os melhores! E não é família, pois mesmo com imaturidade e às vezes errando, sei que posso contar com meus pais sempre e com meus irmãos principalmente! E não é amor, pois já tive o mais puro que podia existir, o mais apaixonado, o mais compreensivo...
Então o que posso concluir é que na verdade meu problema está em mim. E talvez a resposta só eu possa encontrar! Sozinha e reclusa. E o melhor disso é que estar só não me assusta, o que me assusta de verdade é pensar que posso não estar por perto se um de vocês precisarem.
Quem vai confirmar suas teorias absurdas para o resto do mundo e só coerentes para nos e também quem vai dizer que você está exagerando? Quem vai topar as loucuras que a Joelma quer fazer do nada, quem vai tomar só “cinco cervejinhas com a Camila”, e quem vai dançar o ‘Proibição' com a Sara?
Quem vai tirar um zoom de cinco das histórias da Suyanne, quem vai dizer pra Luciana pra ela dar um pouquinho de freio na vida, e pra Vera que um dia, não tão longe, ela vai ter a Julinha com ela?
Quem vai dizer pro Avelino que a vida não é só farra? E quem vai ser a fã numero um do Eric? Quem vai ser a pessoa que faz o Régis lutar pelo simples fato de provar que sempre foi capaz?
Quem vai fazer cafuné no meu pai e o mandar tomar o remédio direitinho? Quem vai dizer pra minha mãe não beber e ao mesmo tempo rir com ela das besteiras que ela faz? Quem vai ser a neta preferida da vó Rita? E da vó Nereida também, fora a Chiarinha?
Eu não quero dizer com isso que sou insubstituível, ninguém é! Estou dizendo justamente o contrário. Que na verdade, o motivo que me impede de fugir desse lugar, é essa minha vontade de voltar no dia em que eu realmente souber o que eu sou e o que eu quero e talvez até já tenha realizado algumas coisas. E nesse dia da volta não terei nenhum direito de cobrar o meu espaço desse mundo que eu abandonei, ele certamente já terá sido preenchido! E uma vontade que eu nunca tive apesar do vazio imenso que é minha vida, talvez ronde a minha cabeça.
Se um dia eu, simplesmente desaparecer, diga a cada uma dessas pessoas que elas não foram abandonadas, nem pouco importantes pra mim. Na verdade foram Até hoje o único sentido da minha vida! Mas que é muito angustiante viver assim. Eu preciso disso!
E no dia que eu tiver forças ou for adulta o suficiente pra agüentar as barras eu o farei. Não quero que pareça que estou triste ou que farei isso amanhã! Apenas não me sinto plenamente feliz e sei que um dia farei, não quero que seja tão assustador!

Meu único SIM!













Não sei o que te falar
Não sei o que fazer
Não consigo te esquecer

Não por lembrar teu cheiro
Não por saber você de cór
Não consigo sem você
Nem ao menos dar um nó

Não é só lembrar
Não é por querer
Não consigo entender

Não é só isso
Não é só aquilo
Não é só o que quero
Nem só aquilo que preciso

Não da pra descrever
Não consigo não querer
Não dava nem pra pensar
Nem nunca ia imaginar

Que o meu único SIM pra você eu ia dar

O céu chorou!

Que saudade de escrever, que vontade de você!
Quanto tempo se passou de três dias pra cá.
Desde o dia que deixei o teu olhar
A chuva caiu de repente, nem saiu na previsão
Logo aqui, Fortaleza de sol ardente, não importa a estação
Em Dezembro o Céu chorou!
No momento em que eu olhava o céu pela vidraça
No momento em que as crianças brincavam na praça
Foi esse o momento em que o meu pensamento parou
E o céu chorou!
Chorou de saudade, porque viu a minha vontade no meu peito a se esconder
Vontade essa que nunca passa que me faz te querer e requerer!

Porque ela não tem um pingo de juizo!

Sathya Camille


"Tomo um banho de lua...Fico branca como a neve.. Se o luar(q eh Raul ao contraio..rs) é meu amigo.. Censurar ninguem se atreve! É tão bom sonhar contigo..

Oh, luar tão cândido!"

Paralelas no infinito

E a nossa vida corre assim como aquele poeminha do Fulano que ama Fulana, que ama Sicrano, que ama Beltrana, que não ama ninguém!
Admiro muito esse carinha, que voltou a participar da minha vida. Sempre admirei! Desde os primórdios de nossa adolescência. Desde o nosso primeiro encontro que tenho lembrança onde esse mesmo poeminha fazia ainda mais sentido. Mas com ele tem que ser tudo devagar, ou talvez comigo! Sem determinações e delimitações de limites. As vezes em meio a derivadas de um velho livro nos beijamos e brigamos na hora seguinte ao som de claves do “Little Joy”.
Não importa o que seja, não precisa definir. Impossível até! Pois de nos tenho algumas duvidas, mas não do representamos um para o outro!
Tenho certeza que ele é um amigo pra vida toda, um amor pra varias vidas e talvez seja a pessoa para quem um dia eu vou cantar “Agora só falta você iê iêê”.
E se o que tende a zero existe e nunca chega, pode ser que um dia nossas vidas paralelas se encontrem no infinito!
 
Copyright 2009 "Se é loucura, então melhor nem ter razão..." All rights reserved.
Free Blogger Templates by DeluxeTemplates.net
Wordpress Theme by EZwpthemes
Blogger Templates