Nossa hora












Você me achou quando eu queria me perder
Ligou no instante em que eu pensava “como sinto a sua falta”
Nossa hora está chegando
O tempo de o nosso amor acontecer
De termos a prova do sabor
o que eu já havia sentido
Sem ao menos lhe tocar
Porque sinto você como a brisa a beira mar
Quando diz o quanto eu sou importante
E como um tufão
Quando algo não lhe agrada
Eu te sinto aqui
Mesmo de tão longe se fazendo presente
E me fazendo tão feliz!

Lalalaiá e ieieieês...

Hoje meu dia amanheceu calminho, calminho... Acordei com um beijo cedo, doce, mas voltei a dormir, até me pareceu um sonho.
Mais tarde acordei de verdade, divagando ainda, pesei na televisão, mas sempre desisto! Aaah o que me restou então foi minha grande paixão: música!
E hoje o dia teve trilha sonora e me pareceu tão mais feliz. Cheio de lalalaiá e ieieieês...
Assim, simples assim, como eu sempre quis.

"...e só de te ver
eu penso em trocar a minha teve,
num jeito de te levar 
a qualquer lugar que você queira..."
 Los Hermanos

Minhas amigas..

Outras Frequências

Engenheiros do Hawaii

Composição: Humberto Gessinger
 
Seria mais fácil fazer como todo mundo faz.
O caminho mais curto, produto que rende mais.
Seria mais fácil fazer como todo mundo faz.
Um tiro certeiro, modelo que vende mais.

Mas nós dançamos no silêncio,
choramos no carnaval.
Não vemos graça nas gracinhas da TV,
morremos de rir no horário eleitoral.

Seria mais fácil fazer como todo mundo faz,
sem sair do sofá, deixar a Ferrari pra trás.
Seria mais fácil, como todo mundo faz.
O milésimo gol sentado na mesa de um bar.

Mas nós vibramos em outra frequência,
sabemos que não é bem assim.
Se fosse fácil achar o caminho das pedras,
tantas pedras no caminho não seria ruim

Essa música lembra as minhas amigas, tudo nela! 
Saudade demais de todas nós...
De nunca sermos sós,
De sorrir ao mostrar o brigadeiro na panela... 
Ou ir pra balada de chinela.
De estarmos juntas desatando nossos nós.

Fico feliz...

Fico feliz ao te ver sorrir todas as manhãs, mesmo que os olhos ainda fechados;
Fico feliz em sentir teu corpo tentando me aquecer entre meu banho e a hora do trabalho;
Fico feliz acordar no meio da noite e ir te ver dormindo no sofá, mesmo sabendo que o motivo disso foi uma briguinha boba, mas você sempre estar lá;
Fico feliz em sentir a força do teu abraço em uma busca incansável por um beijo de paz enquanto eu faço jogo duro;
Fico feliz ao ouvir a tua voz prendendo o riso, me pedindo para coçar as tuas costas;
Fico feliz até em enxugar as minhas próprias lágrimas entre um soluço e outro enquanto assisto a um filme de romance, por que sei que você sempre esteve e sempre estará comigo;
E principalmente fico feliz saber que ainda me emociona te escrever estas linhas, mesmo depois de tantos anos juntos... 

Karine Gadelha

Preferimos não tentar.

Foi triste saber que você não é o que me mostrou nos últimos dias e talvez até seja, mas não queira ser. Pode ter sido sincero, ter tentado, mas não da pra fugir totalmente da realidade, nem mesmo quando um sonho bom acontece. Não, você não podia perder a imagem que criou por tanto tempo assim em alguns dias, por alguém que você sequer sabia se dizia a verdade. Melhor nem se dar ao trabalho de tentar.
Imaginava em você algo tão distante e se mostrou próximo, tão vazio e se mostrou curioso aos mistérios da vida. Irresponsável, inconseqüente são características que não cabem mais ao meu lado. Teimo em ver o bem sucedido jovem que não deu sorte em um pequeno momento que mudou tudo. Não consigo distinguir o que é real do que eu quero ver. Quem é você?
Também não estou num momento de correr riscos. Por isso foi tão fácil, deixamos passar, fingindo acreditar que estava tudo bem para os dois e que não tinha passado de teatro tudo que houve nessas duas semanas...e foi tanto! E eu te falei, “você não sabia que invento sentimentos com palavras?” e você respondeu sorrindo com mais uma de suas famosas brincadeiras sarcásticas, “Claro sim! E não lembra tanto do meu beijo, ta? É que fiz um curso pra torná-lo inesquecível.”. Nós rimos e nos despedimos, “acreditando” piamente em nossas falsas verdades.
Lembro do seu beijo inesquecível que criamos juntos em meio a tanto barulho que nem ouvíamos... E sei que minhas palavras mal escritas naquele guardanapo martelarão ainda por algum tempo na sua cabeça, não todo tempo, antes do sono chegar talvez ou quando em outro bar barulhento você enxergar meu sorriso em outro alguém.
Quem é você de verdade? Não me importa mais, nunca importou. Só nunca vou esquecer o que você foi pra mim.

Ganhei mais um!!!

Ano passado, como podem observar as pouquíssimas pessoas que acompanham o "Se é loucura então melhor nem ter razão..." desde o início,  esse meu espaço virtual evoluiu bastante. De um lugar super-escondido, com poucas formatações e alguns muitos erros de ortografia, que era na verdade um refúgio o qual eu morria de vergonha de mostrar pra qualquer pessoa se tornou um lugar bem trabalhado e com textos bem acabados e que fazem muita gente viajar em seus (ou seriam nos meus?) sentimentos. Sei que a modéstia passou foi longe hoje.. Mas é que estou muito ORGULHOSA de mim mesma. Ganhei outro Selinho e amei, claro! Ganhei da Gisele Braga do blog "Todo amor que eu guardei".
E as regras são:

#Contar 10 coisas sobre você
  1. Sou cearese e torcedora do Ceará
  2. Curso a faculdade de Agronomia da UFC
  3. Gosto de dormir no escuro e com o ventilador ligado mesmo que esteja frio
  4. Moro só
  5. Tenho um cachorro que se chama Geraldo
  6. Amo a capital do meu estado mas não pretendo morar aqui sempre
  7. Acredito em contos de fadas com principes em cavalos brancos e tudo
  8. Sou indecisa
  9. Acredito e amo a Deus
  10. Sou muito feliz, apesar das coisas da vida.
#Passar o selinho para 10 blogueiros
  1. Só sentimentos vividos
  2. Primeiro Livro
  3. Meu conto de realidade
  4. Grito interno
  5. Eucaliptos na janela
  6. 'Procurando um ponto de equilíbrio
  7. - Das coisas que sei...
  8. E nasceu o era uma vez... 
Obrigadaaaaaa!

E tenho dito!

Destrua suas barreiras e ajude!

 "Quão bom você tem que ser, para ser considerada uma 'boa pessoa'?"

Nós que fazemos as coisas distantes, criamos barreiras. Ajudar o próximo não é tão difícil, o próximo não precisa ser necessariamente um morador de rua ou uma família afetada por uma catástrofe, pode ser o seu visinho, sua irmã. Diferenças não impedem o entendimento e nem mesmo o amor. Porque então tanto preconceito?
Tanto dinheiro gasto com vícios, mordomias, quando podia ser gasto pra fazer o bem. Pra nos fazer mais feliz! Tenho pensado nisso. E consegui lembrar de algumas coisas simples que eu já fiz pra ajudar e que poderia fazer com mais frequência. Então resolvi dar algumas dicas.
  • Para quem quer ajudar aos desabrigados do Rio de Janeiro o Bradesco disponibilizou uma conta para doações:
FUNDO ESTADUAL DE ASSISTENCIA SOCIAL
Agencia: 6570-6
Conta: 2011-7
Rua Assunção, 431, Centro
Fortaleza-CE
grupoespiritacasadasopa@hotmail.com
  • Se quer começar pela por pessoas mais próximas:
Separe roupas que não usa mais, tenho certeza que nem velhas são e dê pra sua irmã ou prima mais nova, ajude com alguma matéria que venham a ter dificuldades no colégio. Pergunte a seu visinho se quer que você compre o pão dele quando estiver indo comprar o seu. 

São coisas tão simples, mas nós sempre dificultamos. Tente você também!
 
Copyright 2009 "Se é loucura, então melhor nem ter razão..." All rights reserved.
Free Blogger Templates by DeluxeTemplates.net
Wordpress Theme by EZwpthemes
Blogger Templates