"Palavra"


Palavra
Tenho que escolher a mais bonita
Para poder dizer coisas do coração
Da letra e de quem lê
T oda palavra escrita, rabiscada
No joelho, guardanapo, chão
Ponto, pula linha, travessão

E a palavra vem
Pequena
Querendo se esconder no silêncio
Querendo se fazer de oração
Baixinha como a altura da intenção na insegurança
Vírgula, parênteses, exclamação
Ponto, pula linha, travessão

E a palavra vem
Vem sozinha
                                          Que a minha frase invento pra te convencer
                                          Vem sozinha
Se o texto é curto, aumento pra te convence
Palavra
Simples como qualquer palavra
Que eu já não precise falar
Simples como qualquer palavra
Que de algum modo eu pude mostrar
                                                       Simples como qualquer palavra
                                                       Como qualquer palavra.
 

Amor, desejo e outras manias...

 


“Complicação tão fácil de entender...” 
Talvez, nem tão fácil assim.





Qual é o meu sonho? Viajar, ajudar as pessoas, falar quantas línguas eu consiga aprender. Ser várias “Eu’s” pelos arredores do planeta. E mesmo assim eu o amo e o persigo. Mesmo que existam outros amores, mesmo que por algum tempo eu me interesse mais por outras tantas coisas.
Esse amor é muito estranho. Quando está longe me chama e ferve, mas quando perto por muito tempo parece que amorna, fica mais ou menos. Admiro muito pessoas que estão casadas a 30 ou 40 anos, mas sempre penso: “Será que ainda há neles desejo um pelo outro?”. Porque pelo que pude constatar o desejo perde um pouco a cor com o passar do tempo e com a convivência diária. Ouvi falar que existem outras muitas coisas mais importantes do que isso para que um relacionamento longo seja bom e “de certo”. Ouvi falar...
Ai, ai... Será que a solidão é mais intensa se comparar uma vida inteira? Eu continuo pensando nisso, mesmo já tendo feito a minha escolha. Talvez no auge dos meus 22 anos eu já esteja me sentindo velha, estamos todos os dias envelhecendo, só que ainda não consigo perceber essas tais coisas tão mais importantes que o desejo (fora o amor, claro) num relacionamento. Jovem demais, mas já um pouco cansada e com perspectivas de gente grande.
Sinto que posso, mas ao mesmo tempo penso no porque de eu estar seguindo um caminho tão comum, esse sonho de toda garotinha. Mas o que foi mesmo que eu disse que era meu sonho? Não posso esquecer, não posso!
Escolhi tentar fazer junto. Eu e minha mania de decidir sem perguntar a opinião do outro. Fazer sozinha estando junto me parece bem mais difícil, mais uma mania aí então, essa minha de complicar.



“Eu to pedindo a tu mão e um pouquinho do braço...”  Cazuza


Tentando ser feliz,
amando e perseguindo meus sonhos,
mesmo que de modo estranho. 
Do meu jeito,
com mania de não pedir permissão
e com aquela já tão conhecida de complicação.

Olha o que ganhei!

Hoje como na maioria dos dias abri o painel do blog assim que entrei na internet, e lá havia um comentário da Corrinha Rodrigues me dando um selinho. Aaaah, quase não acreditei, pode parecer bobagem, mas eu era doida pra ganhar um, pois nesses 4anos de blog ainda não havia ganhado. Muito obrigada fiaaa.

Então aqui está o primeiro selo do "Se é loucura então melhor nem ter razão...":


Regras:
  1. Repassar para 06 blogs ok!
  2. Colocar o link de quem ofereceu o selo ok!
  3. Responder as seguintes perguntas ok!
Fale uma música: Românticos – Vander Lee (escute a aqui)
Fale duas manias suas: Recortar revistas e colar as figuras em móveis, agendas, portas jóias... e mandar sms’s de madrugada.
Indico o selo para

De verdade com as amigas

Vontade enorme de sair com as amigas... Sabe? Como nos velhos tempos, pra ser o que a gente é de verdade, sem podas, pra ir aonde gostamos de verdade, qualquer lugar que estejamos juntas.

Ser “single”, por um dia apenas, uma noite ou um momento...

Um pouco de nostalgia, um pouco de música e um pouco de amor...

Composição: Erasmo Carlos

Dentro de mim
Há tristeza sem fim
E eu preciso encontrar minha paz
Pra sorrir ou chorar
Tanto faz
Pra lembrar de nós dois
E deixar essa dor me deixar te dizer
Ai, como eu gostaria de te encontrar
Pra falar de amor, pra falar..
Ontem pensei que estaria melhor
Sem você, sem nós dois
Poderia viver
O meu mundo se pôs entre recordações
E a vontade de ser novamente seu par
Ai, como eu gostaria de te encontrar
Pra falar de amor, pra falar de amor

Lista! Faça a sua... (4)

Pra você que assim como eu adora fazer listas, achei essa: “As sete coisas”. E me impressionei ao perceber que não é tão fácil assim falar de mim mesma, tem horas que sobram respostas para apenas sete espaços e em outros itens elas fogem completamente como se eu fosse uma completa estranha para mim mesma. Foi bem divertido! Aí estão as minhas respostas, tente você também!

Sete coisas que tenho que fazer antes de morrer:
- Escrever um livro.
- Aprender 5 línguas.
- Conhecer, pelo menos, um pais de cada continente.
- Conhecer, pelo menos, uma cidade de cada estado do pais.
- Mudar a vida de uma pessoa, para melhor.
- Ensinar alguém a ler e a escrever.
- Graduar-me.

Sete coisas que eu mais digo:
- Afe Maria.
- Por favor.
- Eu não sei explicar.
- Eu tenho que emagrecer.
- Acho que eu to ficando doente.
- ái
- Vai dar certo!

Sete coisas que eu faço bem:
- Escrevo .
- Durmo!
- Falo.
- Panqueca! *.*
- Reclamo.
- Divito-me.
- Colar coisas!

Sete defeitos:
- Teimosa.
- Sou cheia de dúvidas.
- Não gosto muito de gente.
- Reclamona.
- Egoísta.
- Impaciente.
- Tenho o mal da liberdade.

Sete qualidades:
- Carinhosa.
- Divertida.
- Leal.
- Sincera.
- Criativa.
- Amiga.
- Flexível a novas formas de ver as coisas.

Sete coisas que eu amo:
- Minha família.
- Meus amigos.
- Escrever.
- Filmes.
- Régis.
- Minha independencia.
- Viajar.

3:50 a.m.

_Alô!
_Oi bebê, aconteceu alguma coisa?
_Porque ainda me chama assim?
_Não sei, tava dormindo e ainda tá assim na agenda do celular.
_Sabe, eu pensei em tantas coisas pra te falar...
_Então fale, quer que eu vá até aí...
_Não!
_Porque não? Não chora, eu to preocupado.
_ Não sei nem se vai gostar de ouvir o que eu tenho pra dizer e não se preocupa esse choro deve ser "tpm"...rs
_Acho lindo esse seu jeito sabia? Mas diz o que você tem pra me dizer?
_Nem sei mais se quero...
_ Então tá! Tá mais calma?
_Por quê? Você já quer desligar, não é? Desculpa! Eu não devia ter ligado mesmo...
_Não é isso, você sabe que não é.
_Você nem ficou curioso pra saber o que eu tinha a dizer...
_Claro que fiquei, mas não quero forçar.
_ Ah...
_...
_É que, não é porque eu escolhi outro caminho..
_Você quer dizer outra pessoa?
_ Não é porque eu escolhi outro caminho que eu não te amei de verdade.
_Eu sei.
(Choro aumenta)
_E você não vai ficar com raiva de mim?
_Eu jamais ficaria... a não ser que mentisse.
_Mas isso não muda o que está pra acontecer. Grita! Diz que me odeia, ou até mesmo luta por mim... Qualquer coisa.
_Eu não posso.
_Mas eu vou casar com outro e você disse que me ama.
_Exatamente, eu te amo!
_Eu não te entendo. Sofro mais que você.
_Você sofre porque você escolheu assim.. eu tive a minha chance e não fiz nada! E eu sei que você fez a escolha certa. Tenho certeza que pode te fazer muito feliz... Eu só quero que você seja feliz! E tem mais, se não der certo eu estarei sempre aqui pra te ajudar.
_Obrigada! Obrigada, por nesse momento ter me dado a certeza de que realmente fiz a escolha certa.
_Porque você ainda tinha tanta dúvida? Ele é tudo que você sempre quis que eu fosse!
_É verdade.
_Então?
_Só tem um detalhe...
_O que?
_Ele nunca vai ser você!
_...
_Você ainda ta aí?
_Sim.. mas..mas você casa amanhã!
_Eu desisti bebê, eu desisti.. Eu amo você!
_Não consigo acreditar.. Eu amo você.
_Prefiro passar a eternidade tentando acertar, mesmo que erre, mas do teu lado, do que uma vida inteira acertada longe de você.
_Vou te buscar, chego já aí.

Eu gosto de escrever...

Escrevendo eu crio mundos, mudo histórias e pontos de vista. Não da pra saber quando é sonho ou realidade, quando é cena ou quando é verdade.
Posso escrever o que não acho e o que penso guardar só pra mim... Vida de escritor é assim! Cena, dilema ou poema, uma história sem fim.

Você pode começar de agora se quiser...

Procure fazer uma retrospectiva pessoal sobre os anos que passaram. Veja em que você falhou, em que você acertou, as falhas podem até ter te deixado algumas seqüelas, mas uma pessoa inteligente faz com que seqüelas se transformem em conhecimentos.
Os acertos te deixaram à sombra de um sorriso, essas sobras podem te fazer feliz sempre que você quiser, é só relembrar. O que virá em teus pensamentos só depende de você.
É bom rir de um tropeção que nos fez passar vergonha, das bobagens que já falamos para amigos depois de umas e outras... Ou das juras de amor eterno a ex-namorados.
É bom ouvir aquela música que te traz a sensação de ta vendo o filme do teu passado, ouvir um elogio de quem você respeita, um psiu de um homem na rua que te faz perceber que ainda desperta desejo.
É bom ir à casa de um amigo que você gosta e que gosta de você também. Ir à praia sozinha sem dizer a ninguém e andar por horas olhando o mar com o pensando a milhão ou pensamento nenhum, é bom ir até a casa da mamãe só pra dar um beijo bem forte, agradecer por tudo que ela já fez e dizer o quanto a ama e nunca lembramos de dizer, só sentimos.
É bom fechar os olhos e sentir o quanto estamos cansados depois de um dia de trabalho concluído, fechar os olhos e cheirar bem forte uma rosa, fechar os olhos sentir a vozinha de quem amamos entrando nos nossos ouvidos mesmo que dizendo uma bobagem qualquer.
Você pode começar de agora se quiser... Seja feliz!
Karine Gadelha

O que eu fiz??? Vamos ver..

Esse final de ano eu relaxei um pouco com blog. Várias coisas influenciaram internet cancelada em casa, provas finais, férias e festas de fim de ano, ufa! Mas como todos podem perceber –os poucos que acompanham- esse ano o “Se é loucura, então melhor nem ter razão..” evoluiu muito.
Vamos entrar para o quinto ano e hoje o que começou apenas como um diário e poucas aspirações de uma adolescente de 18 aninhos que acabava de passar no vestibular, enfrentava brigas com o primeiro namoradinho, separação da mãe, mudança de casa, descoberta de novos amores, se tornou realmente numa página interessante da internet. Era tanta coisa, tanta novidade, esse blog foi meu refúgio, meu divã.
Hoje o levo tão à sério que até deixo de postar algumas coisas porque penso: “Não, esse não está tão bom pra eu postar”.. rs Estou muito feliz por todos esses anos e principalmente por esse ultimo. Foi um ano de recordes 83 textos postados, 15 só no mês junho, de evolução em relação a escrita, mudança de template e adição de alguns aplicativos.
Muitas pessoas me ajudaram, meus inspiradores musos e amigas, o Wilson (patrocinador oficial da net), eu mesma, mais disciplinada e cheia de objetivos e uma pessoa em especial que me fez enxergar no meu- e por algum tempo nosso- blog, além do que eu via, sr. Lucho Cláudio. Obrigada!
Explicações de ausências e agradecimentos, a parte, queria mesmo falar do ano que passou em relação a tuuuudo! O ano de 2010 foi um ano de formação de bases para um futuro bom. Pulei 7 ondas, voltei os estudos, consegui realmente me reconhecer como escritora, perdoei, pedi perdão, ajudei o próximo e recebi ajuda maior deles. Amei, namorei, terminei, reatei! Dancei muito, muito.  Torci pelo Brasil na copa, mesmo achando que não ia ganhar, não votei na Dilma, nem no Serra, só pra constar. Ai, ai... Conheci Morrinhos, Brasília e Porto Alegre.
Não cumpri nada da minha lista de final de ano, mas e daí eu tenho a vida inteira pra e outras ainda pra cumprir tantas promessas. E sei que fui feliz! E foi com essa alegria e muitos planos mais que eu entrei 2011 entre lágrimas de saudade de todos que estavam longe, mas no meu coração.
Que esse novo ano que começou seja pra mim tão forte quanto o passado, que eu tenha mais coragem e disciplina, que eu emagreça 10kgvai fazer 3 anos que esse item ta na minha lista-, que eu esteja ainda mais próxima dos meus amigos e que o meu amor...aaah que o meu amor seja pra sempre!
 
Copyright 2009 "Se é loucura, então melhor nem ter razão..." All rights reserved.
Free Blogger Templates by DeluxeTemplates.net
Wordpress Theme by EZwpthemes
Blogger Templates