Granidissíssima idiota

To me sentindo uma grandessíssima idiota! Depois de ler uns 10 textos do Arnaldo Jabour concluí que sou uma mulher normal, do tipo que os homens querem casar, que foge do estereotipo da ‘Tiazinha’. E que preciso urgente de um analista, porque sou a descrição perfeita de uma idiota que participa do mal do século: a solidão! Simples e puramente pelo fato de não querer me envolver!
Então ta... Ainda bem que já comecei com a analisa! Vou tentar ser menos maquina a partir de agora. Será que ainda consigo?

'Que dure, que dure, que dure, que dure..'

Tô me achando linda, estou sendo amada!
Com o sentido mais puro da palavra amor, sem deixar de ter desejo.
Como se fosse possível amar adolescente de novo.
Um “amasso” daqueles de tirar o fôlego sem tirar a mão da cintura.
Um beijo daqueles de arrancar boca sem perder a ternura.

Adoro o jeito como você me olha como se eu fosse a coisa mais importante e frágil do mundo e sem me aprisionar! Esse seu jeito despretensioso de me conquistar.
Estou aqui morrendo de sono, mas faria tudo de novo. Diria cada palavra, ouviria cada sussurro, embalaria de novo em cada canção nos teus braços. No teu abraço! 
Meu analista riu quando falei que você não falava 'poblema' (Agrrrrr! :@) Mas não tem problema, também tenho rido o tempo inteiro. 
Tô mais boba do que no dia em que comi um pote de sorvete (2L) assistindo 'meu 1º amor'. Quando vejo teu numero me ligando me animo mais do quando acho dinheiro no bolso da calça em dias que estou precisando. 
Quando penso em todos os lugares que vamos conhecer juntos chego a esquecer o que passou só pra viver tudo de novo do teu lado. Nem sei porque estou escrevendo isso.
Estou meio assustada, impaciente e já com saudade! Não sei te dizer se vai durar, mas sei que esse sentimento existe aqui em mim.
Não sei dizer nem ao menos se é amor o que sinto. Só posso dizer que algo existe e ta mexendo muito comigo de uma forma totalmente diferente. Sinto-me presa a você e isso não tem me incomodado. 
Meu pensamento, fala na cabeça como prece: 'Que dure, que dure, que dure, que dure..' Acho que só!

Pareço ter 5 aninhos perto de voc..

Tudo certo pro Fagner?
Sonhou comigo?
Ta com saudade?
Se alimentou direitinho?
Ta pensando em mim agora?
Ainda me ama?rs..

Dormiu muito tarde ontem?
Escovou os dentes quantas vezes hoje?
Ainda ta pensando em mim?
Compuseram muitas musicas ontem?

Dobrou o lençol antes de sair?
Tomou o que no café?
Vai me ligar mais tarde?
Muitas perguntas pra serem feitas por sms..

Tantas perguntas, que se eu estivesse aí saberia,
tantas respostas eu teria vivido... Saudade!
Eu já te disse que 'sempre' é tempo demais!?
Pra mim basta que seja agora!

Amei a brincadeira Lunna!!!


No blog http://teoriasimpossiveis.wordpress.com A Lunna Guedes propos um desafio...e eu topei! Ela começou um texto e pediu para que continuassemos... e aminha parte ficou assim:

No elevador

Ela percebeu seus olhares não havia quem não notasse, mesmo ele tentando esconder ao máximo. Um súbito de coragem a tomou e ela disse firme:
_Sei o que esta a lembrar!
Ele engoliu a seco, a mulher continuava a ser atrevida e cheia de si, assim como na meninice.
_Daquela menina que o Sr. conheceu comandante, nada restou.
E se afastou não dando espaço pra resposta.
Outras pessoas entraram no elevador. Enquanto isso ele a observou. Seus cabelos longos estavam presos num rabo de cavalo e sua franja lisa, solta pra o lado direito, bagunçava com uma certa facilidade. Ele se contorcia por dentro e apertava as mãos com punhos fechados atrás das costas cada vez que isso acontecia, como forma de controlar a vontade que tinha de pegar aquele cabelo e gentilmente coloca-lo para traz.
Mas não ele não ousaria, o comandante não seria capaz de cordialidades, tão pouco de carinho, ele se forçava pensar que era esse o motivo de se manter recluso, mas na verdade sabia que evitava o contato com medo de não conseguir controlar o seu desejo, não só de toca-la, mas de tela inteira pra si como um dia ela já quis.
As pessoas saíram, o andar deles era o próximo.
Estavam lado a lado na porta do elevador, prontos pra sair.
Antes que a porta abrisse, ele não se conteve, deu um passo para o lado e alcançou com a mão o botão de “travar porta” e apertou!

Tchan..tchan..tchan..tchan.. e agora???? Continua!


Veja como ficou bom com a participação de todos:

"Smiles from ear to ear"


Quanto tempo se passou desde aquele dia no colégio...
Eu querendo ser roqueira, você com cabelo grande.
Ta tudo diferente de antes e to achando que é melhor.
Sempre tive noticias, você fazia questão de ligar!
Que me deixava segura, por que sempre fugi de te amar?
Essa viagem foi mágica!
Quanto pra mais longe você ia mais perto do meu coração chegava..
Você tinha toda razão eu tinha medo de não ser nada do que foi...
E que bom que foi...
To impressionada com o meu sorriso...
e com a lembrança do teu beijo que não sai do pensamento.
Podia ser um tormento, mas tá me fazendo feliz!
"smiles from ear to ear" é a frase que me descreve agora!!!
Te ver de novo? Claro que sim!
E te beijar e te sentir...
Adorei a comida, o vento da sua varanda,
o roçar da tua barba, a tua euforia que cortou minha boca.
O teu abraço que me deixou louca...
Que mandinga foi essa que você aprendeu nesse lugar distante?
Que tempero é esse que você tomou, mais quente que pimenta?
E eu que sempre te encantei, to boba!
Com esse meu sorriso que não sai da minha boca que quer beijar de novo a tua!
Que viajem abençoada que me fez pensar em você!
Que me fez te olhar e pela primeira vez te querer.
Como se você fosse o que esperei.
Estava ficando pronto!
Já eu acho que nunca estarei.
Mas se depois de tanto tempo ainda permaneço,
não só na tua memória, mas em teu pensamento.
Darei a ti o que a muito não dedicava a ninguém,
meu sorriso de orelhas e meu contentamento...
E mais ainda a minha confiança!

Mediocridade

Não tenho imaginado.
Não tenho sonhado.
Nem ao menos dormido ultimamente!
O meu corpo mais nada sente.

Não sei o que me falta.
Nem tenho procurado!
Interpreto uma vida que me mata
E nem tento ser curado

Quase lá não é chegar.
Muito pouco é quase nada.
Continuo sem achar
O vazio em minha’alma!

Minha vida está tão cheia
De coisas pouco importantes.
Que tenho me sentido vazia..
Um vazio tão constante

Nada está tanto,
Nem tão pouco...
Não sou feliz
Mas não sofro.

As coisas que sonhei não chegam
Pode ser por medo
Ou falta de idade..
Pode ser até solidão
Mas que não seja a mediocridade!

volta pro jogo do amor!










O coro é:
ô capoeira meu amor
Volta pro jogo, por favor!


Na infância que não volta
Na inocência que passou
Conheci um capoeira
Olha ele foi o meu amor

Nessa vida traiçoeira
Não tive como escapar
Fui embora da cidade
Prometi logo voltar

Com revolta ele ficou
Decidiu não mais amar
Coração endurecido
Fez a capoeira abandonar

O capoeira meu amor
Volta pro jogo, por favor!

(coro)

Agora to de volta
Cumpri minha promessa
E eu digo com certeza
Que eu voltei para ficar 


O capoeira meu amor
Volta pro jogo, por favor!

(Coro)

Volta pro jogo do amor!

Por que agora eu to de volta
Pra jogar a capoeira

Do teu lado aonde for

(coro)

Talvez eu me importe

Madrugada do dia 20 de setembro de 2009 (1:18am)
Não sei o que senti naquele momento.
Mesmo chegando em hora inoportuna, me senti única.
Como se não importasse o que viria
O meu espaço estaria intocável
A princesinha que cresceu
Mas que aos teus olhos não perdeu o sorriso doce
Agora você já tem companhia
E eu talvez me importe com isso
Mas nesse momento não me dói tanto
Porque ainda me vejo no seu olhar
Falei que não tenho mais coragem de te querer
Mesmo querendo
Mas quem sabe...
Vai que um dia você resolve fugir
Improvável..não impossível
Você é melhor em cumprir promessas do que eu
Espero seu chamado..ou não!
Vi que as suas palavras não condisseram com o seu olhar pra mim
Que pareceram bem mais aflitos que os meus
Que atitude tomar?
Nunca pensei em nenhuma
Quem sabe o amor é diferente dessa loucura que sinto
Talvez eu ainda ame
Ou tenha um dia coragem de aceitar, assumir e viver esse amor!
Se é que é assim que chama..

Intercessão


Estou cursando Agronomia na universidade federal do Ceará - UFC, não foi fácil conseguir mas também não foi tão difícil quanto muitos imaginam. Entrei com 17 anos num curso o qual eu pouco sabia do que se tratava, numa universidade federal, ganhei congratulações de todos e me senti no topo do mundo e caí..de cara no chão!
Fui jogada lá dentro com tantos méritos, mas totalmente despreparada para aquilo tudo. Para as competições. Para os professores. Para a vida! As reprovações vieram.. Logo pra mim que sempre fui tão boa nos estudos, tão boa com tão pouco esforço, desde que eu tenho lembrança do colégio havia sido assim. Porque não mais?
E eu fui perdendo o gosto por aquele lugar, não era o curso. Agronomia é maravilhoso. Eu conseguia me ver fácil, fácil com uma excelente agrônoma, na minha picape, com minhas botas, desbravando interiores do Brasil adentro. Seria maravilhoso! E eu escreveria sobre tudo aquilo, publicaria artigos.Mas aquele lugar estava me dando nos nervos .Tudo que ele representava era me fracasso!
O que eu sempre quis foi escrever e escrevo,  mas só isso não bastava pra mim nem pra todos. E me sobravam duvidas. Aos vinte e um anos fui morar só e eu queria, seria mais uma realização, mais uma conquista. Deus sabe que não! Seria mais uma faze da minha vida em que eu seria joga a minha própria sorte. Sem preparação alguma!
Um dia eu simplesmente pirei! Terminei o namoro, abandonei a faculdade e chorei, chorei, chorei. Por algum tempo essa foi a única coisa que eu soube fazer quando deitava, o sono não existia mais. O que havia de tão errado? Não tinha nada errado..e porque doía tanto? Era como se eu mesma buscasse a dor, como se eu a procurasse pra estar de frente a ela e dizer "o que é você?", "Porque eu te sinto mais não te vejo?". E eu chorei, chorei e chorei.. Mas só a noite quando estava na minha cama só!
Saí pra todos os lugares que podia, sempre rodeada de amigos, graças a Deus tenho muitos, muitos bons amigos. Mas quando chegava em casa eu deitava e chorava.
Eu queria voltar a ser o que era. Meiga, entregue. Eu só queria fazer o que eu gostava sem me importar com o quanto eu ia ganhar com isso, queria ser "guia de mim mesma nos arredores do mundo". Mas cada dia eu estava mais cética, e via meus sonhos mais distantes.. Por que fazer Agronomia se eu sempre quis jornalismo? 
Nessa época aconteceu o que eu não imaginava..eu vi que eu era realmente importante pras pessoas que eu amava e que eu não estava tão só quanto pensava. Quando eu achava que ninguém estava notando. Quando eu me tranquei mais que nunca nesse mundo inerte que eu havia criado. Pessoas vieram conversar comigo, me explicaram que o ser humano e mundo não interagem de forma previsível. Que não existe uma formula pra ser feliz. Que por mais difícil que possa ser pra enxergar, há sempre uma intercessão entre o que eu fui e o que sou hoje. Entre tudo o que eu sonhei e o que eu conseguirei realizar. E que se o melhor da vida é viver porque ficar pensando em como seria viver diferente se essa é a vida que tenho.
Ainda tenho duvidas, ainda choro. Espero que a terapia me ajude! Mas eu decidi que tenho que fazer algo, não posso ficar esperando que tudo chegue como sempre chegou.

Obrigada Pai, Mãe, Wilson, Avelino, Karine, Suca, Sávio e Jô.

Abre aspas!


No dia 09 de novembro (uma segunda-feira – é claro) “abra aspas” no seu blog, escolhendo um poeta e uma poesia para deixar mais poética a blogosfera…

Click here...

O convite está feito. Falta apenas você confirmar a sua presença nessa festa poética. O dia já está agendado e o local já estão reservado: o seu blog…

Futuro escuro!

Como eu fui capaz de tamanha crueldade? Não era isso que eu queria... Quando te falei tudo aquilo, não menti, foi pura verdade. Não pretendia com isso mostra a você um sentimento de arrependimento, pois não é isso que sinto. 
Acabei por descobrir que o que sinto é puramente amor! Simples e claro, que nada mais pede, amor que de nada mais precisa. Apenas existe e resiste, apesar dos meus desenganos.
Nos conseguimos ser tão diferentes que as vezes não entendo nenhuma palavra do que você diz. Eu não faria você feliz, não por não querer, mas por não ser capaz. Sua felicidade difere da minha em intensidade e constância. Eu poderia sim te conceder momentos inesquecíveis, mas não uma vida feliz! Não a vida que você sonha, faz questão de me contar e com isso sempre me assusta, me afasta. Tenho medo de errar. O fato é que sempre erro, principalmente com você, apenas pelo fato de ser como sou.
Mesmo eu não me perdoando pela dor que te causei nesse momento consigo enxergar que foi o melhor! Só a raiva pode curar um amor sem apaga-lo. Meu coração está sangrando, minha garganta com um nó. Tenho uma vontade imensa de gritar e ti dizer que não, na verdade que sim, que aceito ser a sua mulher do jeito que você sempre quis, mas eu não sou essa mulher que você enxerga e você não é o homem que eu esperei que fosse!
Nessa seqüência de expectativas diluídas em lagrimas acabamos sós e agora sem a certeza de amor eterno, sem a confiança de que mesmo de longe teríamos um ao outro. É uma pena.
Eu não quero mais ter ver. Não conseguiria olhar nos teus olhos sem querer matar a sede da tua boca e sussurrar no teu ouvido o quanto te amo, pois sem ter a mínima pretensão de continuar do teu lado eu fugiria e você mais uma vez ia me odiar.  Ainda não consigo entender o que sinto. Mas enxergo com clareza que o futuro que eu via do teu lado era escuro simplesmente porque nunca existiu.

Tão diferente!


Quando te vi entrando por aquela porta, foi como se fosse a primeira vez que te via. Seu sorriso , o virar do seu corpo, seu jogado de cabelo, tudo me deixou encantado. A tua cara de envergonhada ao saber que falavamos de ti, teu jeito menina de ser.
Seus gestos e como você fala, tudoo ia me deixando cada vez mais apaixonado.
O beijo tão diferente e particular foi se tornando gostoso e único entre nos.
Tudo isso poderia ser tão normal se fosse um romance comum, mas não, era uma forma diferente de gostar de estar...que deixava mais gostoso por si daqui a um segundo pudesse acabar.
Você sabe como! Fazia a diferença!
Fazendo com que cada encontro se tornasse mais intenso e com um gosto de querer de novo. É isso..
Aventuras e besteiras, lembranças e diferenças, nos tornaram quase um só.
Conversas sem pé nem cabeça, assuntos infantis, revelações de tantas coisas, coisas que se tornaram nossas. Nos fez ver e sentir que tudo se resume a cada momento que passamos juntos. O melhor é que nunca sabemos quando isso vai acontecer de novo e isso nos faz aproveitar cada momento até o ultimo instante.


By.: Diego Mesquita

A meu ver!

Não sei se será possível a gente escolher as próprias verdades, elas mudam tanto. Não só por isso, nossas verdades quase nunca são iguais às dos outros e é isso que gera o que chamamos de solidão, desencontro, incomunicabilidade. Talvez a maneira como me debato seja natural, e até positiva. É possível que eu parta daí para um conhecimento maior de mim mesma. Então estarei livre. Acho que meu mal sou eu mesma e esses círculos concêntricos envolvendo o centro do que devo ser. Mas só poderei me aproximar dos outros depois que começar a desvendar a mim mesma. Antes de estender os braços, preciso saber o que há dentro desses braços, porque não quero dar somente o vazio. Também não quero me buscar nos outros, me amoldar ao que eles pensam e no fim não saber distinguir o pensar deles do meu.

By.: Juliana Sampaio

O tempo

"A vida é o dever que nós trouxemos para fazer em casa.
Quando se vê, já são seis horas!
Quando se vê, já é sexta-feira...
Quando se vê, já terminou o ano...
Quando se vê, perdemos o amor da nossa vida.
Quando se vê, já passaram-se 50 anos!
Agora é tarde demais para ser reprovado.
Se me fosse dado, um dia, outra oportunidade, eu nem olhava o relógio.
Seguiria sempre em frente e iria jogando, pelo caminho, a casca dourada e inútil das horas.
Desta forma, eu digo:
'Não deixe de fazer algo que gosta, devido à falta de tempo, pois a única falta que terá será desse tempo que, infelizmente, não voltará mais.'"

Mário Quintana

Coisa de solidão..

"A solidão é a sorte de todos os espíritos excepcionais."  
"Há momentos infelizes em que a solidão e o silêncio se tornam meios de liberdade."

"É a solidão que inspira os poetas, cria os artistas e anima o génio." 
Henri Lacordaire
"Odeio quem me rouba a solidão sem em troca me oferecer verdadeira companhia." 
Nietzsche
"Minha força está na solidão.

      Quem disse que estar só é ruim? 
      Quem falou que solidão maltrata tanto assim? 
      Tem horas que a minha companhia me basta e que a ausência de quem não acrescenta me falta...

      "Minha caixinha de lembranças "


      Tenho uma caixa embaixo da cama. Uma caixa daquelas em que se guardam lembranças. Será que todo mundo tem uma caixa dessas? Penso que guardo essas lembranças, pedacinhos de momentos, por ter pouca memória dos acontecimentos da minha vida. Talvez porque aconteçam coisas de mais ou sempre estejam acontecendo coisas marcantes, isso deve causar sobrecarga, pois elas simplesmente fogem da minha cabeça.
      Tenho memória de cenas detalhadas dos três aos sete anos, parece até brincadeira. Mas depois disso só lembro de flashes e das luzes. Não sei agora se devo me preocupar com a memória que não tenho, com o espaço que terei de reservar para guardar essas lembranças daqui a alguns anos, ou com a minha renite, por que coisa pra acumular poeira é caixa de lembranças.
      Gosto de recordar! Choro ao ver meus erros e mais ainda os acertos, coração dói de saudade a cada papel que tido da caixa, a cada pedrinha ou tampa de refrigerante. Em minhas agendas uma pessoa diferente, mais adulta, fria e/ou realista a cada ano. Textos mais coerentes, amores mais inventados, bobeiras de amores antigos.
      Recordar não é viver, mas bem que ajuda a querer seguir, pra que tudo o que passou não tenha sido vão. Por que cada beijo me fez descobrir qual o que mais gosto, por que cada amor deixou em mim mais vontade de amar, por que cada erro me mostrou que acertar da mais satisfação.
      A minha caixinha de lembranças continua embaixo da cama, imóvel e imparcial aos acontecimentos. Fazendo o papel de parte de minha memória. Aquela parte que não temos que perceber o tempo todo, aquela que só precisamos buscar nos dias melancólicos em que buscamos forças pra continuar, para pensar “eu não vou desistir agora”.

      O bom da vida


      O bom da vida é ter histórias pra contar!
      Melhor ainda é ter alguém pra te amar
      E quando os dois vem ao mesmo tempo?
      É quase inpossivel acreditar
      Eu que escolhi a liberdade a amar
      Agora sinto sem nenhuma dor,
      A liberdade do amor...
      “Eu te amo porque te amo” já dizia Drumot
      E se o amor não tem razões
      Pra que então buscar razões para amar?
      Sair de casa sem destino ou com destino certo
      Do teu lado vale a pena.
      Porque nada é igual nem constante
      Porque daqui pra frente não é mais antes!
      Entre beijos e beijos
      Algumas tapas são esquecidas
      Entre loucura e desejo
      Entre a pureza e a libido
      Descobri a verdadeira liberdade
      Aquela que não tem idade
      Andar de mãos dadas nos da mais opção
      Entre a vida e o sentido
      O sentido da vida muda a direção




      Você me faz amar...

      Você como amigo..

      Será que você entende?

      Se falei de mais...me desculpe, mas você não ouve mesmo.
      Se te disse que foi inesquecível... acredite, eu jamais mentiria sobre isso.
      Se bebi de mais...deixa pra lá, você acompanhou.
      Se eu te quero como amigo.. é porque você marcou.

      Se te mostrei mais do que senti... aceita vai, eu sou artista.
      Se sofri mais do que devia... não se importe, foi teatro.
      Se te falei que faltou algo... esqueça, pois o tempo já passou.
      Se eu fujo do mundo e te chamo... é porque te acho a melhor companhia.
      Se eu brigo demais.. entende vai, você também é osso duro de roer.

      Se eu fujo de ti é porque a gente não combina!
      Se eu sempre esqueço de tudo... aproveita, é raro alguém assim.
      Gosto de tudo em você, até dos teus defeitos!

      De quando você mente sem saber.
      De quando finge porre e acha que eu acredito.
      De quando foge e me da frio na barriga, mas volta!
      De quando me mostra o seu mundo.
      E quando me tira dele em alguns muitos momentos também.

      Por isso tudo concluí que a gente começou a coisa toda do jeito errado. Eu seguraria tua mão pra ir contigo aonde você quisesse me levar, mas não deu desse jeito, desse nosso jeito imperfeito... Agora eu digo com toda convicção que a gente como AMIGO é a melhor opção!
       

      Irritante

      Quando te disse que você não entendia nada, você riu e continuou sem entender. Deixei seu ego no mesmo lugar, lá no alto, pois pra mim nada ia mudar em você entender ou não, as pessoas geralmente não conseguem. O que é realmente ruim é eu mesma me confundir naquilo que parece tão certo pra mim. Não que você seja o melhor, na verdade o único! Não que meu coração te chame, apenas sou mulher... Que deseja, e muito. Sorte sua!!!
      Não me importo tanto e nem discuto, sou rude e ainda assim te ligo por nada: “boa noite!” ou “você não vai acreditar.. Fui assaltada!”. Você nem se importa e isso é o que me importa. É irritante ter te deixado exclusivo quando o que sinto não é amor.. Não esse amor que as pessoas logo imaginam quando se diz “Eu te amo!”.
      Você é muito especial!!! Sem duvidas.. Fez eu me envolver de verdade quando eu não me importava mesmo com ninguém. E essa é a única magoa que guardo. Essa é á vida!
      Nesse momento você era o que eu precisava, mesmo sem saber, pra crescer. Ser menos dependente e até mais cruel. Obrigada!?
      Admiro seu jeito determinado, sua força de vontade e o modo com que fala de seus sonhos... Torço de mais por ti! E dessa vez diferente de todas as outras, não digo que estou caído fora e nem que farei valer a pena! Deixa só acontecer..

      Tenho medo

      O que sinto por ti? Digo ser amor! Será cedo? E se for o que sinto, será possível? Se em um mês tomou minh’alma, sentiu meu corpo e invadiu meu mundo, se em tão pouco conquistou tanto que não seja em vão.
      Eu que te queria tão pouco hoje pareço e me sinto tão sua. Que sinceridade é essa que teu olhar me mostra e tu boca não diz? E o que ela diz não me convence! Eu que quis me manter lúcida, tomei um porre de você.
      Tratas-me como a cura do incurável, mas eu só sei complicar... Incurável tem cura? Você não desistiu de mim ou desistiu de sofrer e de tentar concertar o que sempre foi errado.Mas sempre é tanto tempo! Quer dizer então que um dia foi certo e é isso que me irrita, me tira a paz de estar contigo. 
      E se tudo pudesse voltar, o que você mudaria? Eu não quero estar no meio, não quero pela metade. Não decifro pensamentos ou sentimentos, mas sei imaginar e isso me mata, maltrata meu coração. Enlouqueço você com tudo isso, quem me dera o fizesse de desejo. Quis você perto e me mantive longe quando fui ríspida, quando brinquei de te querer. 
      Você pensou que eu fui injusta, mas que justo é você que me fez te querer? E agora que te quero não sei o que de mim espero e meu maior medo é de te ter.

      O que eu quero é diferente!





      Não quero ser o primeiro pensamento do seu dia
      Quero ser o mais instigante pelo menos uma vez
      Não quero tudo de você
      Quero o que você reservou especialmente para mim
      Não tenho pretensão de apagar teu passado
      Nem de prever o nosso futuro
      Quero mais é bagunçar o teu presente
      Fazer você mais feliz
      Fico alegre ou te ver me olhar
      Arrepio com tua a voz ao falar de saudade
      Esquivo ao ver teu corpo mostrar tua vontade
      Quero o seu beijo mais doce
      Seu olhar mais sincero
      O seu toque mais seguro
      Quero sentir a sua mão na minha
      Quero te descobrir
      Quero ser eu
      E mesmo assim você continue a me querer
      Cada dia mais

      Simples assim:

       "Mulheres com conteúdo"

      A Mamá?

      Ela é assim e pronto.Tem cabelo curto porque gosta e pronto.Ela se ama e admira o espelho quando percebe seus ombros nus e sente arrepios quando as pontas dos cabelos toca sua nuca.Apesar de tudo,acha a idéia de ser igual a todo mundo um saco.Gosta de se arrumar,mas sabe que não é fútil,ela é sofisticada.Não deve nada a ninguém,cuida bem do seu nariz e odeia terminantemente a presença não permitida dos outros em sua vida.Odeia pessoas desocupadas que não têm o que fazer com suas vidas e teimam em participar da dela.Odeia algumas pessoas de graça também mas acredita muito em energias boas e ruins.Gostaria de ter uma memória para gravar todas as frases de efeito que tocaram-na enquanto lia os livros.Sabe que muitas a marcaram,mas simplesmente as esqueceu.Quando for mais velha vai aprender todas as línguas do mundo e vai trabalhar como guia de si mesma pelos arredores do planeta.Gosta de onde vive,mas se apega constantemente pensando em outro lugar...
      Ela é saudosa. Sente realmente muitas saudades e tem cicatrizes que ninguém jamais saberá de onde vêm, nem ninguém jamais imaginará. São suas e só, engole seco.Tem paixão pela comunicação humana e acha fascinante o poder das palavras. Admira sons também. Daí vem sua paixão incontestável por música.Ela é espontânea e não admite que a imitem. Acha uma verdadeira falta de criatividade ser plágio de alguém, como acha uma verdadeira falta de competência sentir inveja ruim. Cruzes, odeia essa palavra. Ama muita coisa e muita gente, mas tem inúmeros conceitos de amor, ou inúmeras formas de amar, como preferir. E de amor ela não fala muito. Ela sente, isso a move, e basta.

      Amuu tu xuxu!!!

      By.: Janyssima!!!

      Como Narciso

      Pra que serve um coração sem amor? De que me serve uma cabeça sem conflitos? Estou por aqui só, sem ninguém por perto, mas não me sinto vazia.
      Sentimento estranho. Não tenho uma boca ao meu lado a que me beije, a que me fale, a que me ame ou a que me deseje.
      E agora??? Agora nada. Não tem me feito falta. Não há seu corpo a suar no meu, não há verdade no que prometeu e não me dói.
      O que significa não sentir? O não amar? Significa a falta da culpa de ter errado mais uma vez. Nesse momento tenho minhas próprias respostas.
      As opções são tantas e não me vejo empolgar por nenhuma, nesse momento único da minha vida, nesse momento sem fagulha estou aqui só, sem amor, sem amar... Porém a paixão, minha eterna companheira, essa está aqui! Paixão que aprendi a nutrir por mim como Narciso já o fez. Tomara então eu não me afogar, bem antes talvez possa voltar a amar.
       
      Copyright 2009 "Se é loucura, então melhor nem ter razão..." All rights reserved.
      Free Blogger Templates by DeluxeTemplates.net
      Wordpress Theme by EZwpthemes
      Blogger Templates