De uma saudade, eu pergunto:

Onde está você?
Com todas aquelas músicas que eu não conhecia,
Com aquele sorriso que ninguém mais tinha,
E aquelas desculpas que eu fingia acreditar?
 



Postagem de número 100 do ano de 2011!!! : )

É a primeira vez que essa marca 
é batida aqui no blog, estou muito feliz!

Uma dúvida de amor..

Foi tão triste olhar tão fundo nos teus olhos e sentir aquela imensa vontade de dizer as palavras: "eu te amo!" e simplesmente não conseguir. Será que você percebeu?  Naquela hora em que parecíamos mais um do que dois, naquele momento em que parecia que o mundo era só eu e você ali olhando fixamente um pro outro. E sentindo. Numa frequência tão perfeita que agora eu nem sei ao certo se é amor realmente, como se o MOMENTO pudesse ter me causado aquilo.
É que nos últimos tempos tenho me cobrado tanto em relação a isso. Ao real sentido, dessas palavras, desse sentimento e do que elas deveriam significar pra mim. Talvez o que eu sinta por você seja muito maior, verdadeiro e mais forte do que o que já senti por outras pessoas que disse amar. Mas hoje, com tudo o que eu trago de relacionamentos, com todas a cargas, culpas e magoas eu não consigo saber.
Com você tudo é muito novo e incerto, mas mesmo assim é bom. E nem sei dizer se eu gosto ou não, só não sei lidar direito com isso. Gosto de estar com com você, principalmente quando você tira seus escudos e se mostra assim um pouquinho mais meu. E é exatamente nesses instantes em que eu quero que seja amor. Em compensação em tantos outros que você faz questão de mostrar que "tanto faz", eu agradeço imensamente por não ter  ainda certeza se é.

Cada um de nós compõe a sua história...

Tocando em Frente
Almir Sater
Ando devagar
Porque já tive pressa
E levo esse sorriso
Porque já chorei demais
Hoje me sinto mais forte,
Mais feliz, quem sabe
Só levo a certeza
De que muito pouco sei,
Ou nada sei
Conhecer as manhas
E as manhãs
O sabor das massas
E das maçãs
É preciso amor
Pra poder pulsar
É preciso paz pra poder sorrir
É preciso a chuva para florir
Penso que cumprir a vida
Seja simplesmente
Compreender a marcha
E ir tocando em frente
Como um velho boiadeiro
Levando a boiada
Eu vou tocando os dias
Pela longa estrada, eu vou
Estrada eu sou
Conhecer as manhas
E as manhãs
O sabor das massas
E das maçãs
É preciso amor
Pra poder pulsar
É preciso paz pra poder sorrir
É preciso a chuva para florir
Todo mundo ama um dia,
Todo mundo chora
Um dia a gente chega
E no outro vai embora
Cada um de nós compõe a sua história
Cada ser em si
Carrega o dom de ser capaz
E ser feliz

Simples e calmo.. como deve ser o amor.

        Eu gosto de estar com você assim, assim simples e calma. Despida de ansiedade e receios, pelo menos antes das 11 da noite e cheia de vontade de ser amor calmo e sincero. Pode ser que um dia mude, que eu volte a desejar desesperadamente a loucura, a desordem e o desamor. Mas, por enquanto é assim.
        Quero um espaço na tua rede, um momento no seu dia, uma ligação na sua tarde, um olhar de compreensão, um ombro de consolo e a certeza de que quando estiver longe, estará lá no seu canto, com suas cores e silêncio. Quero saber que nos dias em que a tua solidão te basta, depois das 3, a sua paz sou eu que levo.
        Por que nesse momento pouco me importa o que as lendas e clichês fizeram da tua imagem ou da minha o importante é que somos cada vez melhor juntos.

"Eu quero a sorte de um amor tranquilo, 
com sabor de fruta mordidaaa.. 
Nos na batida, 
no embalo da rede,
matando a sede na salivaaa..."
Cazuza

Faça uma faxina no seu coração!

Calada demais...

Melhor nem dizer nada.. não quero parecer tão amarga quanto tenho sido. Prefiro voltar a me pronunciar quando o sabor das coisas tiver com mais gosto ou quando as borboletas voltarem a se movimentar.
 
Copyright 2009 "Se é loucura, então melhor nem ter razão..." All rights reserved.
Free Blogger Templates by DeluxeTemplates.net
Wordpress Theme by EZwpthemes
Blogger Templates